Autor: gregoryneves

O que não mata… Edifica!

“… No meio da muita prova de tribulação manifestaram a abundância de alegria” II Coríntios 8:2.
“Melhor é a magoa do que o riso, por que com a tristeza do rosto se faz melhor o coração” Eclesiastes 7:3.
O primeiro versículo acima foi escrito por Paulo à igreja de Corinto que demonstrava crescer em regozijo, mesmo passando por tribulação. Podemos observar que no meio da provação da igreja da Macedônia – conforme diz o texto, mesmo que a carta tenha sido destinada aos coríntios, o apostolo quis tomar como exemplo a igreja da Macedônia –, que pôde se regozijar abundantemente com alegria.
… No momento de provação, temos duas opções, encará-la de frente ou deixa-la nos vencer.
“Se te mostrares frouxo no dia da tua angústia, a tua força será pequena” Provérbios 24:10.
Tomamos como exemplo Neemias, que ao saber que os muros de Jerusalém estavam caídos, por mais que ele tenha sim se entristecido em determinado momento, sabemos que tomou a iniciativa de sair da passividade, e ir á Jerusalém e incentivar o povo a reconstruir os muros. Ele encarou o momento de tristeza de uma forma ativa, e obteve êxito.
Salomão também disse que o ‘rosto triste’ faz o coração melhor, ou seja, na dificuldade você aprende, a valorizar coisas e pessoas, adquire experiência e paciência (Rm. 5:3), obtém humildade, enfim, a prova te faz aprender coisas imprescindíveis para a vida.
Às vezes a luta aparenta ser a pior situação de que se podia estar no momento, mas nos esquecemos de que ela é uma escola que nos prepara para a vida. Não estou dizendo que a melhor solução para o seu problema seja ficar parado, mas que em muitas situações é melhor confiar em Deus e esperar nEle, que no momento certo a providência chega.
“O que não mata …
.
.
.
te edifica”
Por isso siga em frente. Não desista dos seus sonhos e dos sonhos de Deus. Saiba que mesmo que você esteja na prova Deus te vê e conhece suas necessidades, e mesmo que seja difícil há uma recompensa de alegria e de aprendizado dentro da tribulação, só basta você acreditar.
É melhor confiar que depois da tempestade vem um tempo agradável de novo, assim como depois do inverno vem a primavera e o ciclo da vida continua.

Anúncios

Estudo mostra que ciência e religião andam de mãos dadas nos EUA

 

O estudo da Universidade de Rice, no Texas, feita com mais de 10 mil americanos, inclusive cientistas e evangélicos.

“Descobrimos que quase 50% dos (cristãos) evangélicos acreditam que ciência e religião podem trabalhar juntas e apoiam uma à outra”, afirmou a socióloga Elaine Howard Ecklund.

Ecklund apresentou os resultados no encontro anual da Associação Americana para o Avanço da Ciência (AAAS), em Chicago. Apesar de ter uma população de crenças diversas, os Estados Unidos têm maioria cristã.

“Isto contrasta com o fato de que apenas 38% dos americanos sentem que ciência e religião podem trabalhar juntas”, explicou Ecklund.

A consulta revelou que 27% dos americanos acreditam que ciência e religião estão em desacordo e que entre aqueles que se sentem dessa forma, 52% se posicionam do lado da religião.

O estudo da Universidade de Rice demonstrou que os cientistas e a maioria da população são ativos similarmente em suas vidas religiosas.

A pesquisa demonstrou que 18% dos cientistas assistiram a cultos religiosos semanais, em comparação com 20% da população em geral.

A consulta também demonstrou que 15% dos cientistas se consideram muito religiosos contra 19% da população em geral.

Enquanto isso, 13,5% dos cientistas leem textos religiosos semanalmente, em comparação com 17% da população americana. 19% rezam várias vezes ao dia, contra 26% da população como um todo.

Além disso, quase 36% dos cientistas afirmaram não ter dúvidas sobre a existência de Deus.

“A maioria do que vemos nos noticiários é de histórias sobre estes dois grupos divergentes sobre questões controversas, como o ensino do criacionismo nas escolas”, disse Ecklund.

Portanto, “esta é uma mensagem esperançosa para os desenvolvedores de políticas e educadores porque os dois grupos não têm que abordar a religião com uma atitude de combate”, prosseguiu Ecklund.

“Em vez disso, deveriam abordar o tema tendo a colaboração em mente”, concluiu.

17 de Fevereiro de 2014.

Fonte: http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2014/02/estudo-mostra-que-ciencia-e-religiao-andam-de-maos-dadas-nos-eua.html

Ensinar o caminho correto

caminho2

Se você não der comida, o mundo vai dar…

Tenho um cachorro que se chama Fred!

Quando não tinha muita experiência com animais, às vezes eu o deixava passar fome. Então ele ia buscar alimento nos terrenos baldios, nas ruas e outros lugares, e no final ele sempre encontrava porcarias para comer, mas comia por que estava com fome. E ao voltar, às vezes eu ainda ficava nervoso por causa disso.

Depois de algum tempo, fui me adaptando a dar alimento bom para ele em horários certos. E isso foi ótimo! Nunca mais ele saiu para a rua comer alimentos estragados.

Então, certo dia, estava eu passando numa rua e vi um cachorro tomando água suja em uma poça. Logo concluí que os donos dele não estavam alimentando-o de forma correta.

Pense!

Se você não educa-los o mundo não irá educar…

Peço a atenção de vocês: pais!

Se você não der alimento para seus filhos ele irá busca-lo em outros lugares. O problema é que na maioria das vezes ele encontrará ‘alimentos estragados’, ‘carne de animais mortos’ ou até ‘veneno’.

Uso o termo “alimento”, pois é fundamental para boa sobrevivência, principalmente para aqueles que estão em fase de crescimento, mas substitua esta palavra por instrução, ensinamento, princípios ou aprendizados, pois são ‘alimentos’ para o crescimento da criança. Considere isto, caso contrário não adiantará ficar nervoso (a) depois por causa das consequências.

O Fred foi utilizado só como ilustração, mas o que quero dizer é realidade.

Temos vivido uma época em que há escassez de crianças bem instruídas, pois com o tempo o mundo perdeu o conceito de “bons pais”. Ser um bom pai ou uma boa mãe, não é simplesmente ‘comprar ‘ a criança com presentes, nem com coisas supérfluas como leva-la nos cinemas aos finais de semana, mas sim ensina-la o caminho certo, pois ao crescer não se desviará dele. Como está escrito em Provérbios 22:6 “Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele”. Este princípio é vital para o desenvolvimento de uma família – que é a principal instituição na vida de uma criança – e consequentemente para o crescimento de uma sociedade.

Muitos pais gastam a maior parte do próprio tempo trabalhando ou fazendo outras coisas e acabam não dando atenção suficiente para seus filhos, outros acreditam que o mundo irá preparar estas crianças sozinhas, alguns precipitam-se na ilusão de que a mídia ensinará algo de bom para eles. Não caia na tolice, se você não instruir seus filhos, o mundo irá ensina-los, porém não da maneira correta.

Não deixe a criança mandar em si mesma, pois como está escrito em Provérbios 29:15 “a vara da correção dá sabedoria, mas a criança entregue a si mesma envergonha a sua mãe”. Não estou falando de obriga-la a fazer tudo o que você quiser, mas de convencê-la a andar no caminho certo. Se precisar, não tenha medo de corrigi-la, lembre-se de que corrigir não é espancar.

Se não sabes o melhor caminho a percorrer, pense bem: Jesus é “o caminho, a verdade e a vida” João 14:6.

Gregory Neves

Comentário video “10 MANDAMENTOS” – Porta dos Fundos

Assisti a este vídeo e fiquei indignado. E gostaria de compartilhar um pouquinho da minha opinião. Peço desculpas, desde já por eventuais erros de ortografia visto que escrevi com um pouco de pressa.

Vou comentar de forma condizente com a sequencia das bobeiras expostas no vídeo.

Mandamentos:

Não furtarás

  • Há um princípio em tudo o que Deus fala. Então não é só porque “Deus falou que não pode” que não devemos fazer, mas sim porque seu mandamento estabelece um equilíbrio na sociedade, bem sabemos que toda sociedade sem regras é extinta. Por isso que a devemos meditar na Palavra, para que possamos entender o sentido das coisas, e não simplesmente se contentar em conhece-las;
  • Esta lei moral é aplicada até nos dias de hoje como penalidade àqueles que furtam, no nosso país. Se quiserem questionar isto, também questionem e brinquem com os legisladores que fazem as leis, engraçadas.

Guardarás o sábado

  • A igreja não era de Moisés, mas apenas administrada por Moisés. Na sua empresa você não tem um chefe? Ao menos no seu setor, há um chefe. Toda instituição que não possui alguém para que possa administrar não se sustenta. Ou você acredita que era Deus que devia descer do céu para administrar as coisas do povo hebreu?
  • E o mar vermelho que foi aberto, foi Moisés que abriu ou a força de Deus? E o maná que desceu do céu para que o povo não passasse fome foi Moisés quem articulou? E as dez pragas que atingiram o Egito para que o povo fosse liberto, foi Moisés quem mandou? Deus só usou Moisés, e não Moisés que usou Deus.

Não matarás

  • Segue a mesma premissa do mandamento “não roubarás”, toda lei que Deus dá ao seu povo possuí um princípio;
  • A bíblia não relata nada sobre algum parente de Moisés que foi assassinado;
  • Zaqueu não viveu naquela época, segundo o relato histórico bíblico, mas sim na época de Cristo.

Não levantaras falso testemunho

  • A mentira até hoje é um grande mal, e destrói qualquer família, amizade, relacionamento, etc. Existe um ditado popular que diz “que mentira tem perna curta”. Não há o que se questionar quanto a este mandamento, nós sabemos que a melhor coisa a se fazer é sempre contar a verdade;
  • Se Moisés pregava que não era para mentir, por que ele mentiria, para enganar o povo? Para quem não sabe, Moisés poderia ganhar muito mais no Egito como príncipe no palácio de Faraó do que sofrendo no deserto com o povo hebreu. Se ele estivesse caminhando para a terra prometida por interesses pessoais, ele optaria ficar no Egito.

Não usarás o nome de Deus em vão

  • Expressa a santidade de Deus. Qual é o interesse de Deus em ser usado como motivo de chacotas (brincadeiras de mau gosto)?
  • Se Moisés estava ensinando os mandamentos de Deus para o povo, não estava utilizando o nome dEle em vão.

Amar a Deus sobre todas as coisas  ou “não terás outros deuses além de mim” conforme o texto de Êxodo.

  • Significa colocar Ele acima de todas as outras, e não para esquecermo-nos de amar os outros, visto que Jesus disse concomitantemente que devemos amar o próximo como a nós mesmos.

Não adulterarás

  • Segue o mesmo principio dos mandamentos “não furtarás” e “não matarás”. Relembrando: possui um peso moral e rege a ordem na sociedade.

Ainda se esqueceram de alguns mandamentos, já que eram para ser dez:

– Honra teu pai e tua mãe

– Não farás para ti imagem de escultura

– Não cobiçarás

Talvez não tenham encontrado nenhuma “piada” para estes mandamentos, ou algum destes não favorecesse alguma ideia predominante no publico, afim de não conseguirem tantas visualizações.

Desde aquela época até hoje há um versículo que tem lógica:

“O meu povo se perdeu por falta de conhecimento” Oséias 4:6. As pessoas só se perdem hoje em dia por falta de conhecimento.

Por isso deixo outras considerações só para conhecimento:

O povo não podia estar junto ao monte;

Eram duas tabuas da lei e não quatro;

O monte não estava cheio de pessoas, para quem não sabe o monte Sinai é muito íngreme para que habitasse ali alguma população;

Moisés não estava apenas de manhã, mas por quarenta dias, e em jejum;

Naquela época não existia papel. E se Deus quisesse ter escrito em papel, logo seria fácil para rasgar.

Os princípios dos dez mandamentos são úteis até o dia de hoje, mesmo na vida secular, exemplo “5º mandamento – honra teu pai e tua mãe, para que te vás bem e vivas muito tempo sobre a terra (Ef. 6:2-3)”, que expõe a ideia do pai que ensina o filho o caminho certo, aí a criança é obediente, e consequentemente a cresce e se dá muito bem na vida, em todos os sentidos – relacionamentos, finanças, profissional, etc. –, diferente de muitos pais que não fazem questão de instruir a criança o caminho correto a se seguir. Estes, na maioria das vezes são desonrados por seus filhos, apesar de fazerem pouca consideração a isto.

Agradeço a sua atenção.

Grégory Neves

Viver sem Vida

Imagem

Você sabe que há muitas coisas que podem te distrair com uma breve alegria, mas todas elas são breves e não substituem apenas uma que é eterna.

Quero apenas que alguém entenda! Que o dinheiro é bom, mas só pode comprar coisas. Que o poder é bom, mas só serve para ter coisas, mesmo que sejam “amigos”. Que a fama te enche de euforia, mas só satisfaz o ego e não a alma. Que a beleza traz brilho ante aos olhos dos outros, mas só pode convencer os outros e não a si mesmo. Observe que até o nível de escolaridade de uma pessoa pode á convencer de que não sabe de nada, mas no final de tudo ela realmente não sabe de nada e se quiser pode continuar negligenciando aquilo que deveria conhecer.

Muitos são os que buscam o sentido para viver, e quando suas vidas perdem o sentido então continuam como cegos procurando, mas ainda assim ignoram aquilo que consideram ignóbil. Mas, a ignorância destes é forte a ponto de considerarem aquilo que é verdadeiro como desprezível, e tratarem como importante o que é superficial.

Uma verdade é ocultada. Que aquilo que é verdade consideraram como supérfluo, supervalorizando o supérfluo como se fosse verdade.

Do que você esta falando?

Ora!

Você já observou que existe uma paganização para o Evangelho, e uma demasiada imoralidade para aquilo que é e sempre foi moral?

Talvez já tenha observado, mas sempre há motivos para rir com isto, e distrair-se um pouquinho.

Observe! Religião vem de religare que significa “religação” do homem para com Deus, e não simplesmente “ter uma crença”. Olhe para sua vida. E veja! O único sentido para viver é este, estar religado com Deus. Não estou falando sobre ser um “religioso fanático” (termo mal utilizado pela sociedade, por isso foi feita a definição da palavra religião). Analisemos Tiago 1:27 “A religião pura e sem macula, para com o nosso Deus e Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações e a si mesmo guardar-se incontaminado do mundo”, ou seja, resumidamente, as principais características da religião é ajudar o próximo e manter-se separado do mundo pelas suas atitudes.

Stephen Covey, em seu livro “Os 7 hábitos de uma pessoa altamente eficaz” disse, que devemos traçar um objetivo central para nossas vidas. Devemos olhar no horizonte e saber para onde vamos, prever onde realmente queremos chegar. Ele compara esta ideia com a ilustração de uma pessoa que está subindo uma escada e quando chega ao fim descobre que está estava anexada na parede errada e não chegou onde realmente queria. Assim também somos nós, que subimos de degrau em degrau na vida, mas se não tivermos convicção do que realmente importa, poderemos chegar no final e descobrir que o que buscamos na vida inteira não era o que verdadeiramente queríamos.

Pense!

Adianta você se ocupar querendo ficar rico, ou gastar toda sua vida em vícios ou algo parecido, ou fazer tanta coisa para encontrar sentido á vida e no final dela descobrir que o caminho que você trilhou te levou para outro lugar e não aonde realmente seria feliz. Creio que seria muito ruim.

“Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á.” Mateus 16:25.

Te faço um desafio, deixe sua vida e busque a Cristo, e então irá encontrá-la.

“Entrega os teus caminhos ao Senhor, confia nEle, e Ele tudo fará.” Salmos 37:5

Pen Drive 16GB Kingston – 29,90

Imagem

Olá pessoal,

Comprei alguns pendrives quando estavam em super promoção em um site, mas não estou utilizando. Se alguém se interessar estou vendendo por R$29,90 + frete para a cidade desejada. Por favor entrar em contato comigo no meu E-mail: gregory_antunes_neves@hotmail.com. 

O preço do frete posso verificar pois não sei como dá para fazer ele aparecer no site.

Irei comunicar a forma de pagamento também no meu e-mail.

Grégory Antunes Neves

17 de Fevereiro de 2014.

A Mídia influencia a Família do século XXI

Quando tentamos focar a família do século presente, logo precisamos saber o meio em que ela esta inserida.

Pintor Ivan Cabral

À algum tempo atrás, ouvi a letra de uma música e parei para refletir. a letra é esta:

– “Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante. Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo”

Esta música foi muito influente em sua época, e muitos mudaram seus paradigmas por causa dela. Na minha opinião a letra desta música é ‘por partes’ correta, quando relacionada ao fato de que não podemos nos estagnar em uma visão só, ou seja, não podemos manter nosso jeito ignorante de ser. Contudo esta “opinião formada sobre tudo” que num passado ‘não tão distante’ era introduzida pelos costumes, tradições, religiões, governo, mudou de rosto, e hoje é o que chamamos “influência da Mídia”, pois na maioria das vezes esta (mídia) expõe ao publico uma ideia convenientemente própria e oportuna, introduzindo um ponto de vista só no cérebro de milhões de brasileiros. Tudo isso de forma omissa a ponto de dificultar que o telespectador consiga pensar por si mesmo. Desta maneiro o povo, deixa de lado “a velha opinião formada sobre tudo” e adota um constante recebimento de uma “nova opinião formada sobre tudo” – observe que esta opinião já veio formada, e não formada pelo próprio telespectador.

553298_10150624926800841_216169690840_9335819_528876199_n

Tome cuidado!

A mídia é um importante meio de Comunicação e possui extrema importância para todos – principalmente na atualidade – mas a maneira como vem sendo utilizada esta “abobando” a sociedade. E este aprendizado de “bobos” é introduzido desde a infância, nas crianças, com desenhos que incitam os conflitos pessoais, as brigas, a agressividade, a inveja, a mentira, etc.

“De maneira sútil, sua família está em perigo”

As famílias estão diretamente influenciadas pelas opiniões e ideias que a mídia expõe. E isto vem através da internet, do rádio, da televisão.

Uma das principais características da mídia é que ela nos oferece coisa nova constantemente, nos interagindo das notícias. Mas, este fato de nos trazer coisas novas – mesmo que seja com um ótimo marketing -, gera um ciclo vicioso, e neste meio alguns se perdem pensando que tudo que é novo é bom, e isso está errado. O ‘novo’ desperta curiosidade, mas não é sinônimo de benefício, seja próprio ou conjunto.

Reflita sobre isso: “Nem tudo o que é novo é correto”.

Além disso, em suma, as emissoras possuem interesses próprios.

Veja uma informação da Alcar (Associação Brasileira de Pesquisadores de História da Mídia):

”Os meios de comunicação de massa têm a função social de informar o público sobre assuntos de seu interesse. Mesmo que, por vezes, esses assuntos sejam noticiados de maneira sensacionalista. Os motivos de noticiar um fato desta ou daquela forma dizem respeito apenas ao interesse da organização/jornalista ou qual sentimento querem despertar no público a partir da publicação (aqui no sentido de anunciar, propagar). Essa característica (a forma e os motivos de noticiar) abrange todos os meios de comunicação e seus produtos. Não se restringe apenas aos jornais, mas ao cinema, às telenovelas, aos desenhos animados, à programação da televisão, às propagandas.”

Quero esclarecer minha opinião: Não sou contra a mídia, mas sim a maneira como vem sendo utilizada pelos grandes grupos de comunicação. Digo isto, porque sei que ela seria um ótimo instrumento, mas deveria influenciar as pessoas a fazerem o bem, a ter bons princípios, a preservar a integridade moral e ética, entre outras coisas. Deveria ser utilizada como método de ensino em todas as áreas didáticas, para as crianças. Deveria mostrar ao adolescente, que a rebeldia não é um fenômeno natural do ser humano nesta época e sim um conjuntos de padrões desrespeitados por influência de outros padrões. Ao jovem que é necessário se aplicar nos estudos, no respeito a família, no compromisso com o que faz, e não apenas perdendo tempo com bebidas, diversão, festas, jogos, vícios, namoricos, etc. e assim por diante.

Pense nisso!

Grégory Neves

Desconsideração da personalidade Jurídica (Conteúdo Resumido)

Digamos que dentro de uma sociedade de capital, haja a extinção da mesma, causada pelo expresso numero de dividas, determinado sócio astuto retira todos os bens e capitais da empresa e passa para o nome de outra pessoa. Como ter jurisprudência nesse caso? A resposta esta a seguir:

Ante a extinção irregular da sociedade, que restou sem patrimônio para fazer face aos débitos pendentes, respondem os bens particulares dos sócios, desconsiderando-se, para esse efeito, a personalidade jurídica da devedora. ( 2.°TACIVIL – Ap.s/Rev.502.922 – 6.ªCâm.- Rel. Juiz Paulo Hungria – j.03.12.1997 ) AASP, Ementário, 2052/3

Visto que extinção da sociedade foi feita de forma irregular levando em consideração a astuta atitude do sócio, a lei permite que os sócios arquem com as dividas da sociedade tendo sobre caráter jurídico seus bens e capitais pessoais. Essa suposição caracteriza a teoria da Desconsideração da Personalidade Jurídica, que acontece quando o caráter Jurídico é transferido da pessoa jurídica (sociedade) para a pessoa física (sócio).

Por: Grégory Antunes Neves