Ensinar o caminho correto

caminho2

Se você não der comida, o mundo vai dar…

Tenho um cachorro que se chama Fred!

Quando não tinha muita experiência com animais, às vezes eu o deixava passar fome. Então ele ia buscar alimento nos terrenos baldios, nas ruas e outros lugares, e no final ele sempre encontrava porcarias para comer, mas comia por que estava com fome. E ao voltar, às vezes eu ainda ficava nervoso por causa disso.

Depois de algum tempo, fui me adaptando a dar alimento bom para ele em horários certos. E isso foi ótimo! Nunca mais ele saiu para a rua comer alimentos estragados.

Então, certo dia, estava eu passando numa rua e vi um cachorro tomando água suja em uma poça. Logo concluí que os donos dele não estavam alimentando-o de forma correta.

Pense!

Se você não educa-los o mundo não irá educar…

Peço a atenção de vocês: pais!

Se você não der alimento para seus filhos ele irá busca-lo em outros lugares. O problema é que na maioria das vezes ele encontrará ‘alimentos estragados’, ‘carne de animais mortos’ ou até ‘veneno’.

Uso o termo “alimento”, pois é fundamental para boa sobrevivência, principalmente para aqueles que estão em fase de crescimento, mas substitua esta palavra por instrução, ensinamento, princípios ou aprendizados, pois são ‘alimentos’ para o crescimento da criança. Considere isto, caso contrário não adiantará ficar nervoso (a) depois por causa das consequências.

O Fred foi utilizado só como ilustração, mas o que quero dizer é realidade.

Temos vivido uma época em que há escassez de crianças bem instruídas, pois com o tempo o mundo perdeu o conceito de “bons pais”. Ser um bom pai ou uma boa mãe, não é simplesmente ‘comprar ‘ a criança com presentes, nem com coisas supérfluas como leva-la nos cinemas aos finais de semana, mas sim ensina-la o caminho certo, pois ao crescer não se desviará dele. Como está escrito em Provérbios 22:6 “Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele”. Este princípio é vital para o desenvolvimento de uma família – que é a principal instituição na vida de uma criança – e consequentemente para o crescimento de uma sociedade.

Muitos pais gastam a maior parte do próprio tempo trabalhando ou fazendo outras coisas e acabam não dando atenção suficiente para seus filhos, outros acreditam que o mundo irá preparar estas crianças sozinhas, alguns precipitam-se na ilusão de que a mídia ensinará algo de bom para eles. Não caia na tolice, se você não instruir seus filhos, o mundo irá ensina-los, porém não da maneira correta.

Não deixe a criança mandar em si mesma, pois como está escrito em Provérbios 29:15 “a vara da correção dá sabedoria, mas a criança entregue a si mesma envergonha a sua mãe”. Não estou falando de obriga-la a fazer tudo o que você quiser, mas de convencê-la a andar no caminho certo. Se precisar, não tenha medo de corrigi-la, lembre-se de que corrigir não é espancar.

Se não sabes o melhor caminho a percorrer, pense bem: Jesus é “o caminho, a verdade e a vida” João 14:6.

Gregory Neves

Anúncios

3 comentários

  1. Concordo totalmente! Estou aflita com a minha filha de doze anos. Antes ela me tinha como uma Diva amiga e hoje me tem como uma bruxa má.
    Acontece que antes ela não estava com os homrnonios a flor da pele e nem muito menos entendia a malicia da mídia com relação a música, filmes, seriados que está o tempo todo jogando an cabeça dos jovens que o quanto antes conhecer o sexo melhor será, engraçado que mostram somente o lado prazeroso, mas não mostram as consequencias, como gravidez indesejada, DST, menina vitimas de violencia sexual, exploração e humilhação etc e tal!
    Antes eu conseguia dialogar com a minha filha e ficava impressionada como ela ficava atenta a minha fala. Hoje?! Ela quer dar as cartas, me disse que quer conehcer o mundo e não ficar vendo o mundo segundo os meus exemplos. Que se ela tiver de quebrar a cara ela quebrará. Ora! Ela tem apenas doze anos meu Deus! Já pensa assim. Eu me culpo sim, fui presente, carinhosa e tudo mais, no entanto, sempre dei liberdade de expressão de mais para ela, e agora ela usa como arma para me enfrentar, quando na verdade não é enfrentamento que eu quero, apenas quero como dever de mãe que tenho orientá-la da melhor maneira possivel, sim, no momento certo ela poderá ter suas experiencias externas, no entanto, neste momento ela não tem idade para isso,eu tenho a obrigação de preservá-la das mazelas do mundo.
    Amo a minha filha, mas, já estou perdendo a paciencia, chegando ao ponto de gritar e até ser agressiva com ela. Somente Deus em nossas vidas para nos ajudar, porque a sabedoria dos homens é tolice para Deus!

    Parabéns pelo o seu texto!

    1. Obrigado Leide Jane por contribuir com um exemplo empírico desta realidade que muitos pais têm vivenciado com filhos rebeldes na atualidade. Sou jovem, e sei que existe possibilidade de mudança na vida da sua filha e de tantos outros jovens, creio que as próprias experiencias da vida lhes guiarão para isto, só espero que não seja tarde de mais. Um grande problema social, é o fato de estarmos vivenciando um período onde este grupo ‘mais novo’ é influenciado desde criança a forjar uma personalidade embasada em princípios errados por vários fatores externos – em alguns casos internos, na própria casa -, exemplo, pensar que são donos do próprio nariz, pois nas novelas infantis há crianças que já tomam atitudes de adultos, o que é muito errado, ou nos desenhos que só produzem audiência se tiver lutas, vingança, piadas imorais, relacionamentos imaturos, etc. sem falar em tantos outras ferramentas que estão sendo mal utilizadas, como você mesmo citou acima – claro que o problema não está nas ferramentas, mas na maneira como os donos delas, as grandes emissoras que só querem ganhar dinheiro e os próprios usuários, a estão utilizando, pois se fossem bem utilizadas poderiam ajudar a sociedade a criar cidadãos mais exemplares.
      Continue procurando ter conversas mais controladas, evitando conversas explosivas, sem tentar impor qualquer coisa. É interessante lembrar também, que nesta fase muitos adolescentes tratam conselhos de ‘amigos’ (as) mais importantes do que pessoas experientes, por isso, se você conhecer algum grupo de jovens de uma igreja evangélica, tente incentivar estes jovens de bom testemunho a criar amizade com sua filha, e evite que ela saiba disso. E esteja orando sem cessar por ela, talvez seja o maior segredo, pois como você mesmo disse, Deus sabe trabalhar bem melhor que nós.
      Abraços!
      Fique na Paz de Cristo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s